BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

O Uso de Botox na Odontologia

Por Dra. Tainá Negri Fritzen*

 

A toxina botulínica, mais conhecida pela marca comercial Botox®, tornou-se aclamada por seu uso cosmético em injeções intramusculares para a redução de marcas de expressão. Entretanto, é também utilizada na Odontologia com finalidade estético-terapêutica, como auxiliar de tratamento em casos de apertamento, hipertrofia do masseter, bruxismo (ranger de dentes), disfunções da articulação temporomandibular (DTM), dor orofacial, cefaléia tensional, sorriso gengival, assimetria do sorriso, sialorréia, distonia facial, paralisia de Bell, na redução da força muscular dos músculos masseter e temporal em alguns casos de pós-operatório de cirurgias ortognáticas e de implantes dentais com carga imediata, dentre outros.

botox na odontologia

O sorriso gengival ocorre quando, ao sorrir, a pessoa mostra excesso de gengiva, podendo incomodar esteticamente. De maneira rápida, pode-se resolver esse problema com a toxina botulínica em detrimento à cirurgia ortognática, evitando bloco cirúrgico, podendo retomar suas atividades no mesmo dia da aplicação.

A sialorréia, excesso de saliva, também pode ser tratada com Botox, em pacientes com doenças como Mal de Parkinson, Paralisia Cerebral, Esclerose Lateral Amiotrófica, Síndrome de Down, entre outros, com aplicações nas glândulas salivares.

No caso do apertamento e do bruxismo, o músculo normalmente está em hiperfunção, o que pode levar à dor e hipertrofia muscular. A toxina botulínica provoca o relaxamento deste músculo, devolvendo-lhe o estado de normalidade. O procedimento é rápido, seguro, praticamente indolor e não há nenhum comprometimento motor da boca.

O bruxismo é um hábito parafuncional caracterizado pelo ranger dos dentes durante o sono e/ou em vigília. De acordo com as estatísticas 40% da população mundial é acometida por este hábito. Uma parcela da população bruxista apresenta sintomas e sinais severos, como dores orofacias, fraturas e desgaste dos dentes e comprometimento periodontal.  

Alguns pacientes podem apresentar o músculo masseter hipertrofiado, ou seja, com volume exagerado. Quando isso acontece de um só lado, ocorre uma assimetria de face. Quando ocorre de ambos os lados, fica com a aparência de maxilares extremamente largos e rosto quadrado. A toxina botulínica corrige essas situações. 

O tratamento com Botox® é temporário, sendo necessário reaplicações a cada 3 a 6 meses, dependendo do metabolismo do paciente.


O cirurgião dentista, por possuir conhecimento sobre as estruturas da cabeça e pescoço pode tratar as afecções da face e da cavidade oral de forma conservadora e segura com a aplicação da toxina botulínica, desde que possua treinamento específico e conhecimento sobre sua utilização, baseado em Lei do Conselho Federal de Odontologia de Abril/2014.

taina fritzen

*Dra. Tainá Negri Fritzen é Cirurgiã-dentista pela Pontifícia Universidade do Rio Grande do Sul, Especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e Especialista em Saúde da Família e Comunidade. Membro da Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais em Odontologia. 

Recomendados para você:

Sobre almy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *