BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

Câimbras: por que ocorrem? Como evitar?

Quem nunca sentiu os músculos enrijecerem e depois aquela dor insuportável? Afinal, por que temos câimbras? Saiba porque ocorrem e como evitar

 

Você está lá deitado, assistindo aquele filme legal, comendo um pipoquinha e de repente sua panturrilha começa a doer tanto que você sente vontade arranca-la com a mão. Isso meu caro, é a velha e conhecida câimbra. Mas não pense que ela é novidade dos tempos modernos, pois existem registros de séculos atrás de pessoas que também sentiam câimbras. Aí você para pensar: De onde vem? Por que acontece? Como elas vivem? Todas essas dúvidas sobre câimbras vamos tirar agora nessa matéria e é claro, te ensinar alguns truques para evitar que essa dor nunca mais te pegue desprevenido.

O que é câimbra?

câimbras

Pra quem já sentiu, as explicações são dispensáveis. Mas nada mais justo do que explicar o que de fato elas são. As câimbras são contrações musculares repentinas, que podem ser rápidas ou mais prolongadas. Os nossos músculos naturalmente se contraem e relaxam de acordo com nossa vontade, mas quando eles se contraem subitamente chamamos de câimbra. Mas por que isso ocorre? O principal motivo é o uso excessivo do músculo, acompanhado por uma alimentação pobre em líquidos e minerais. Logo, é comum ver atletas ou jogadores de futebol caídos no chão por causa de câimbras. Mas e nós? Pobres mortais vítimas de uma rotina, e que mal, mal andamos. Por que temos câimbra? Confira.

Por que ocorrem as câimbras?

Já reparou que na maioria das vezes as câimbras ocorrem a noite? Sim, elas são as câimbras noturnas. Qualquer ser humano – teoricamente – normal poderá ser vítima dela. Existe até uma pesquisa que afirma que 95% das pessoas de todo o mundo irá sentir câimbra na vida. Confira abaixo os principais fatores que contribuem para a câimbra.

Falta de água: Um corpo bem hidratado facilita o relaxamento dos músculos. Caso contrário, um corpo com falta de líquidos irá contribuir para a contração muscular e os espasmos (câimbras). Remédios diuréticos também podem agravar os casos de câimbra.

Frio: Essa é a causa que mais afeta as pessoas. No período frio os seus músculos ficam mais tensos e contraídos, ou seja, a combinação perfeita para as câimbras.

Má circulação: Esse é um dos principais motivos pelo qual as pessoas mais velhas sentem câimbras. O estreitamento das artérias comprometem a irrigação de sangue para os membros inferiores.

Dieta pouco saudável: A alimentação também influencia diretamente no aparecimento de câimbras. Um cardápio pobre em potássio, cálcio e magnésio pode ser o vilão e causador das câimbras.

Outras causas: As câimbras também podem estar ligadas com: diabetes, anemia, hormônios, grávidas e insuficiência renal.


 

Câimbra nunca mais

Pelo menos alguma vez na vida você já deve ter ouvido alguma dica de como evitar câimbra. Algumas é claro funcionam, outras devemos suspeitar. Mas não custa tentar não é mesmo? Dicas para evitar câimbras:

  • Beba bastante líquido.
  • Faça alongamentos durante o dia e antes de dormir.
  • Alimente-se com bastante frutas e legumes. (A banana será sua maior aliada).

 

Câimbra, e agora?

Se mesmo assim a câimbra te pegou fique calmo. O recomendado é ficar de pé, massagear e esticar o músculo na direção contrária da que está contraindo. Geralmente ocorre nas coxas, panturrilha e pé.

 

As câimbras são inevitáveis, até mesmo uma mexida ou o ato de se espreguiçar durante o sono pode ocasionar a danada da dor. O jeito é seguir as dicas acima e torcer para que não aconteça novamente.

Gostou da matéria? Você tem câimbras com frequência? Compartilhe com a gente ou deixe suas dúvidas e sugestões nos comentários. Esperamos você aqui de novo, até mais.

 

Recomendados para você:

Sobre Jessyka

Jéssyka Saquetto é Redatora Web, estudante de jornalismo e uma aficcionada pela escrita. Além do Corpo & Estética ela vive agindo e produzindo por aí em vários outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *