Clínica de Reabilitação e Recuperação – Saiba Tudo Agora

Hoje em dia, qualquer tema relacionado às clínicas de reabilitação sofre muito tabu, devido a muitos mitos e preconceitos que se tem à elas, mesmo em pleno século XXI.

Se tem muitas dúvidas em relação às clínicas de reabilitação, começando aos tipos de procedimentos adotados por elas, aos tipos de tratamentos, aos custos e à infra estrutura.

Ajudar alguém que sofre com dependências químicas ou álcool é ato nobre, um gesto de amor, carinho e preocupação. 

Como é uma clínica de reabilitação?

A clínica de reabilitação nada mais é que um centro de resgate para os viciados e seus familiares consequentemente. 

Não se trata apenas de um lugar que vai ‘’limpar o organismo’’, ou recuperar apenas a sobriedade. 

Uma clínica de reabilitação é composta por profissionais qualificados, que possuem ajudar o paciente por diferentes ângulos, visando um propósito de vida para quem vive com essa doença.  

Geralmente a equipe que essas clínicas oferecem, tem médicos clínicos, psiquiatras, psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, consultores em dependência química e educadores físicos, podendo ter outras áreas também. 

Em uma clínica de reabilitação, além da equipe médica e de profissionais relacionados à essa área de dependência, precisa contar com uma boa infraestrutura, tais como: hotelaria completa, área de lazer para atividades físicas, preferencialmente ao ar livre, suporte médico em tempo integral, pronto atendimento e ambulância 24h. Afinal, o tratamento pode durar meses. 

Existem clínicas de reabilitação ainda voltadas apenas ao público feminino, geralmente o que leva mulheres a dependência é diferente dos homens. Isso é importante, porque a doença se comporta de maneira distintas entre os gêneros.

Entendo a clínica de reabilitação como um ‘’recomeço’’, o paciente tem a possibilidade de mudar pensamentos, crenças e atitudes nocivas causadas pelo vício. O dependente tem seu organismo sadio de volta, e trabalha suas ferramentas internas, para lutar contra a abstinência e construir diariamente sua sobriedade, diminuindo assim as chances de recaídas.

Tipos de internação

Internação Voluntária

Cenário ideal para o tratamento, que o dependente reconhece o seu problema e por vontade própria busca a internação, seja sozinho ou autorizando algum familiar a ajudar. 

Internação Involuntária 

Processo de internação que acontece contra a vontade do dependente, que o próprio não acha que tenha um problema, e que muito menos precisa de tratamento para isso. E ele realmente acredita nisso. 

Nesse caso, cabe a algum familiar, parente próximo ou amigo para conduzir o encaminhamento. Podendo também receber amparo médico que elabora um laudo médico recomendando a internação do mesmo em uma clínica de reabilitação. 

Internação Compulsória 

Nesse processo de internação, nem o dependente e nem a família tomam a decisão de internação. 

Todo o trâmite nesse tipo de internação em uma clínica de reabilitação é feito por um juiz, que determina a sentença, através de um laudo médico. 

Tratamento para alcoolicos 

É de extrema importância que os familiares de um dependente químico entendam que se trata de uma doença e que precisa de tratamento com profissionais qualificados, 

Existe a necessidade de entender se o dependente realmente é um dependente e que exijam internação. 

Dicas de como identificar se um familiar é alcoólatra

  • Quando a pessoa bebe demais devido a algum sentimento, felicidade, frustração, tristeza, ansiedade e nervosismo ;
  • Quando a pessoa não é capaz de recordar exatamente o que aconteceu após o consumo de álcool;
  • A pessoa tem dificuldade de ficar sem beber;
  • Sintomas de abstinência; 
  • Quando a pessoa tende a evitar locais que não possua álcool;
  • Afastamento gradativo de familiares e antigos amigos;
  • Mudança drástica no ciclo de amigos ou isolamento total.  

Essas dicas necessariamente não é um padrão entre todos os alcoólatras, o psiquiatra é muito importante no começo do tratamento de um dependente, devido ao auxílio no período de desintoxicação do mesmo, receitando na maioria das vezes uma medicação que possa ajudar seu paciente, pode ajudar também na hora dos efeitos colaterais decorrentes da abstinência ou do próprio consumo do álcool no organismo.

Tratamento para drogas

Os dependentes de drogas precisam de ajuda e precisam se ajudar, não existe lugar melhor que uma clínica de reabilitação.

A dependência de drogas está relacionada à dependência que altera o comportamento da pessoa. A dependência de drogas é tratada como um transtorno mental causado pelo seu uso constante e abusivo.

Sinais comuns de um dependente de drogas

  • Tentativas sem sucesso na diminuição do consumo;

  • Aumento do consumo de álcool ou de drogas;
  • Muito tempo no foco do consumo;
  • Comprometimento da produtividade;
  • Surgimento de doenças;
  • Relacionamentos comprometidos; 
  • Assumem riscos;
  • Desenvolvimento de Tolerância – necessidade de maior uso de drogas;
  • Mudança de amizades;
  • Problemas financeiros;
  • Falta de higiene pessoal.

Algumas clínicas de reabilitação, os dependentes químicos precisam se limpar e cozinhar sua própria comida, devido a algumas levarem uma vida caótica antes de ir para o tratamento, ao ponto de não cuidar nem de si mesmas, não se alimentarem direito e muito menos tomarem banho. 

Portanto, esses tipos de tratamento, seja de drogas ou de álcool, geralmente é feito com o dependente internado em uma clínica de reabilitação, para se ter maior chance de sucesso no tratamento, pois garante que o paciente não tenha contato com o álcool ou com a droga. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *