Corrente russa – A VERDADE SOBRE ESSE TRATAMENTO!

Explicamos tudo sobre a corrente russa, um tratamento estético que está altamente na moda e traz resultado fantásticos

Sempre que um tratamento estético sai muito na mídia, seja na tv ou jornais, nossas leitoras e leitores sempre vem nos perguntar como funciona, se realmente cumprem o que prometem, e que efeitos colaterais podem trazer. Pois bem, com a correnre russa não foi diferente. Esse é um tratamento que já saiu até em novelas, e hoje vamos explicar direitinho como funciona, e quais as vantagens de adotálo. Vamos lá?

Corrente russa – do que se trata?

corrente russa
Explicaremos tudo sobre a corrente russa

Embora esteja na moda somente hoje, a Corrente Russa já existe há mais de 30 anos e era conhecida antigamente como Estimulação Russa e sua criação estava relacionada aos astronautas. Eles passavam longos meses em órbitas e necessitavam desse auxílio para não perder a força muscular. Podemos dizer resumidamente que a  Corrente Russa é uma forma de massagear o corpo através de impulsos elétricos.

Seu funcionamento é muito simples. O aparelho utilizado na técnica emite uma corrente elétrica de baixa freqüência, baixa voltagem e pequena intensidade. Ao entrar em contato com a pele, o estímulo elétrico reduz medidas e promove a regeneração celular, além de ser uma opção para o pós-operatório de cirurgia estética ou reparadora.

Efeitos da corrente russa

Existem vários efeitos relacionados ao sua utilização.A Corrente Russa tem como benefícios:

-Fortalece o abdômen em mulheres em período pós-parto ou não,

-Fortalece o abdomen de homens que estão em evolução de massa

– Ajuda a combater a flacidez cutânea e muscular em geral.

-Possibilita trabalhar tanto as fibras musculares vermelhas que são as de tonicidade e força quanto as fibras brancas de velocidade e pode ser usado por homens e mulheres em diferentes regiões do corpo como, glúteos, abdome, coxas, braços dependendo da finalidade do tratamento.

-É responsável por fortalecer, também, os músculos do abdômen, cochas, braços, pernas e glúteos, o que lhe confere melhor aparência e autoestima.

-A combinação das técnicas de Corrente Russa e Carboxiterapia garante excelentes resultados no tratamento da flacidez.

-A corrente russa é interessante pois pode ser usada mesmo por pessoas que não pratique atividade física embora aconselhamos não deixar de fazê-lo pois os benefícios desta atividade são imprescindíveis para a saúde,assim como pode ser feitas por atletas para potencializar o estímulo ás fibras musculares o fluxo sanguíneo e o sistema linfático.

Video sobre a Corrente Russa

No vídeo abaixo, informações bem interessantes sobre seu funcionamento:

Contra indicações

Sim, algumas contra indicações devem ser observadas. Sempre antes de iniciar o tratamento seu médico realizará uma avaliação do paciente e indicará a intensidade certa da corrente para a contração muscular específica.Mas é de conhecimento médico que a Corrente Russa pode ser contra-indicada para:
* Portadores de marca-passo.
* Doenças cardiovasculares.
* Problemas de pressão.
* Problemas renais crônicos.
* Epilepsia.
* Patologia pulmonares.

Conclusão

Bom caros leitores e leitores, se você achou interessante a corrente russa, que tal conversar com seu médico a respeito? De repente pode ser uma excelente escolha para seus músculos! Já falamos aqui também sobre o lift x anti aging, que melhora sua pele e suaviza as rugas, sugiro a leitura do artigo.

Dúvidas e sugestões, podem deixar nos comentários, ok? 

 

22 thoughts on “Corrente russa – A VERDADE SOBRE ESSE TRATAMENTO!

  • em
    Permalink

    O profissional mais preparado para indicar e comentar sobre Corrente Russa e de qualquer corrente terapêutica é o Fisioterapeuta especialista na área e não o médico!

    Resposta
  • em
    Permalink

    O profissional habilitado é o Fisioterapeuta e não o Médico.

    Resposta
  • em
    Permalink

    Gente, vi varias matérias sobre a corrente russa, dizendo que não ha dor no procedimento…Meu Deus!!…Marquei 10 sessões, só fiz 1…Não tive coragem de voltar!!… É muita dor!!…Sai da clinica desesperada!!.. É agoniante, insuportável!!… O que vcs podem me dizer a respeito do assunto?
    Bjo e Obrigada!!

    Resposta
  • em
    Permalink

    Malena x, a corrente realmente é indolor, o estímulo deve ser regulado de acordo com a tolerância do paciente e vai sendo aumentada de acordo com o limiar tolerado por cada pessoa. Infelizmente, acredito que a sua experiência tenha sido negativa ou por imperícia do profissional (não sei que tipo vc procurou) ou pq a sua sensibilidade seja exacerbada, em todo caso vc deveria ser ressarcida pelo tto que não realizou. Por esse motivo sempre faço uma sessão de cortesia com as pacientes novas, evita esse tipo de problema. Bjok

    Resposta
    • em
      Permalink

      É verdade que quem tem pressão alta controlada por medicamento não pode fazer o uso ou pode?

      Resposta
    • em
      Permalink

      Viviane, os efeitos colaterais existem, porém estão relacionados à imperícia ou imprudência do profissional que aplica, pois como todas as outras correntes eletroterapêuticas necessita de alguns cuidados particulares e de conhecimento amplo da prática. As reações indesejáveis são: lesões cutâneas como queimaduras, dor e até mesmo lesões musculares, mas é como eu disse, isso acontece com profissionais geralmente NÃO HABILITADOS, eu por exemplo já vi “esteticista” que faz um cursinho profissionalizante e se acha habilitado a usar técnicas NÃO CONDIZENTES à sua formação…é como diz o ditado “o barato sai caro”! Por isso, cuidado quando for procurar um profissional, o mais habilitado é o fisioterapeuta e o fisioterapeuta dermato-funcional.

      Resposta
      • em
        Permalink

        E fisioterapeuta pode receber treinamento para realizar procedimentos estéticos?
        Sinceramente isso eh uma palhaçada

        Resposta
  • em
    Permalink

    Tantos fisioterapeuta envadindo a nossa área da estética, não sabem nada a respeito. Recebem treinamento para realizar procedimentos.
    Por isso que acontecem coisas absurdas na estética
    Ja está na hora disso acabar fisioterapeuta não eh esteticista.

    Resposta
    • em
      Permalink

      Para que seve a eletroestimulação neuromuscular, para que e onde foi criada ?

      Maria M. a fisioterapia não e o conceito que pensa. ;D

      Resposta
    • em
      Permalink

      Não sei se você conhece a fisioterapia, no entanto percebo que não.
      é uma área com um campo profissional gigante e existe uma especialização chamada dermato funcional, que cuida exatamente da estética, no curso superior aprendemos rigorosamente a usar esses aparelhos, caso o profissional de fisioterapia deseje seguir na área de estética, ele poder se especializar na área que já citei, chamada dermato funcional, que está dentro do nosso campo profissional.

      Resposta
  • em
    Permalink

    Um absurdo fisioterapeuta invadindo a nossa área da estética
    Não sabem nada a respeito Recebem treinamento para realizar procedimentos
    Ja esta na hora dessa palhaçada acabar fisioterapeuta não é Esteticista.
    Por isso que acontecem coisas absurdas na ESTÉTICA.

    Resposta
    • em
      Permalink

      Não sei se você conhece a fisioterapia, no entanto percebo que não.
      é uma área com um campo profissional gigante e existe uma especialização chamada dermato funcional, que cuida exatamente da estética, no curso superior aprendemos rigorosamente a usar esses aparelhos, caso o profissional de fisioterapia deseje seguir na área de estética, ele poder se especializar na área que já citei, chamada dermato funcional, que está dentro do nosso campo profissional.

      Resposta
  • em
    Permalink

    A eletroestimulação russa ou simplesmente corrente russa faz parte faz parte das correntes que induzem ao fortalecimento muscular, isso e uns dos complementos dos programas de fortalecimento muscular, como método para prevenir a hipotrofia ocasionada pela articulação imobilizada como também para facilitar a reabilitação de transtornos musculoesqueléticos álgicos, que impedem um esforço máximo durante a contração muscular. As indicações da eletroestimulação são referenciadas em diversos protocolos, seja na prevenção da hipotrofia muscular, seja na reabilitação de um trauma ou até mesmo na escultura corporal estética.Nesse sentido, sou contrario ao termo protocolo, pois entendo que parâmetros devem ser adaptados a cada situação e não devendo ser usado de forma aleatória. Podemos dizer que as fibras rápidas necessitam frequências superiores a 80 Hz é as lentas de 30 a 40 Hz , isso dependera da fisiologia de cada sujeito.

    Resposta
    • em
      Permalink

      Tenho pressão alta controlada por medicamento posso fazer o uso da eletroterapia

      Resposta
  • em
    Permalink

    Oi, fiz duas sessões e logo senti dores no nervo ciático que comprometeram minha mobilidade na perna direita.
    Acha que tem relação?

    Resposta
  • em
    Permalink

    profissionalizante????
    Com duração de 2anos e meio,é cursinho?
    Onde se vê anatomia e fisiologia dentre outras matérias,inclusive eletroterapia e VC diz cursozinho, me faça um favor.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *