BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

Fosfoetanolamina: a pílula anticâncer?

O câncer é uma doença que atinge milhões de pessoas ao redor do mundo com os seus vários tipos e características. Ainda se procura a cura para ele, visto que é uma das doenças que mais matas no Brasil. Há algum tempo foi divulgada a pílula anticâncer  feita através da substância fosfoetanolamina sintética, ela criou muita polêmica por ser descrita como uma solução para todos os tipos de cânceres existentes.

Ela foi produzida no laboratório do Instituto de Química de São Carlos, um campus da USP, Universidade de São Paulo. Mesmo sem comprovações cientificamente comprovadas, ela foi distribuída a pacientes que fizessem o pedido.

Fosfoetanolamina: a pílula anticâncer? (Foto: Divulgação)
Fosfoetanolamina: a pílula anticâncer? (Foto: Divulgação)

A falta de evidências

Muitos médicos e cientistas não confiam na pílula e afirmam que a fosfoetanolamina sintética nem pode ser chamada de medicamento, pois os seus benefícios para o tratamento da doença não foram comprovados. Esse ano foi dada a largada nos estudos para tentar comprovar a eficácia da pílula, até agora nada surgiu, apenas uma lei que determinou a fabricação e a distribuição da pílula para pacientes diagnosticados com câncer.

Ainda assim, muitas pessoas não perdem as esperanças. Especialistas afirmam que devem ser realizados os estudos e que todos esperam que ela realmente funcione. Ainda há esperanças de encontrarem remédios para curar o câncer, mas ainda há muito para ser estudado e aprendido. Quando for comprovado que a pílula anticâncer realmente funciona, poderemos comemorar e indicá-las sem medo aos pacientes diagnosticados com a doença.

A preocupação dos médicos

A preocupação envolta da substância são muitas e compreensíveis. Nada foi comprovado e testado ainda, como podem ter certeza que fará efeito? E, o pior, a fosfoetanolamina é desconhecida e pode causar efeitos colaterais que ainda não foram relatados. O paciente ainda pode se iludir e criar falsas esperanças que irão resultar na desistência do tratamento convencional e mais indicado.

Fosfoetanolamina: a pílula anticâncer? (Foto: Divulgação)
Fosfoetanolamina: a pílula anticâncer? (Foto: Divulgação)

Como a substância age no câncer

Há pouca informação sobre como a substância agiria no câncer. O que se sabe é que ela agiria dentro da carcinogênese, podendo ter alguma influência na formação do tumor. Além disso, ela poderia ter ação anti-inflamatória e seria capaz de matar as células cancerígenas. Nenhuma dessas teorias foi comprovada ainda, deixando grandes dúvidas para os médicos e para os pacientes.


Porque a pílula anticâncer parece não funcionar

O primeiro motivo que leva todos nós a pensar que ela não funciona é a carência de evidências. Só poderemos ter certeza absoluta da eficácia quando surgirem estudos e fatos que comprovem que sim, ela é capaz de matar as células cancerígenas de qualquer tipo de câncer.

O segundo motivo é que existem mais de 200 tipos de câncer e ele pode se desenvolver em qualquer parte do corpo. Cada tumor tem uma assinatura genética diferente e biomolecular, fazendo com que cada um responda de uma maneira ao tratamento da pílula. É difícil acreditar e até de provar que apenas uma substância pode resolver o problema de milhares de pessoas com tumores diferentes.

E você o que acha dessa polêmica? De que lado está?

Recomendados para você:

Sobre bety

Meu nome é Bety, sou Pedagoga tenho duas paixões na vida: ler e escrever. Depois que começo a digitar não consigo mais parar, escrevo de tudo um pouco, informação nunca é de mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *